Por mais que nem toda avó goste ou saiba cozinhar, é comum que tenhamos na memória coletiva a imagem das mães de nossos pais como fazedoras de quitutes!

Na casa da Vó Nira era assim. Ela sabia fazer os pratos típicos que comemos em São Luiz do Paraitinga e a cozinha era sempre uma festa!

Ela chegou até a participar do "Mais Você", da Ana Maria Braga.

Assista abaixo o programa e aproveite para pegar algumas receitinhas da Vó.

Culinária Vó Nira

Afogado

 

- 7 colheres (sopa) óleo
- 100g toucinho cortado em cubos
- 1kg acém em pedaços
- 1 cebola grande
- 1 alho picado
- 1 pitada de colorau
- Sal a gosto
- 2 colheres (sopa) cebolinha picada
- Salsinha a gosto
- Hortelã picada
- 2 folha de louro
- Alfavaca
- 3 litros de água

 

Coloque o óleo e o toucinho e deixe fritar um pouco.

Ponha a carne em pedacinhos e deixe no fogo até a carne fica bem frita, douradinha.  Depois coloque a cebola, alho e o colorau.

Coloque a água, misture tudo e deixe cozinhar em fogo baixo. Depois de 1h30min cozinhando, a carne fica bem mole, se desfazendo. Neste ponto adicione a salsinha, cebolinha, hortelã e a alfavaca.

Para acompanhar, um arroz branco e uma salada.

Pastel de farinha

 

 

Massa

-1/2 kg de farinha de milho amarela

- 1 litro e 1/2 de água

- 2 cubinhos de caldo de carne

- 4 colheres de sopa de óleo

- 2 colheres de sopa de farinha de mandioca

 

Recheio

- 1/2 kg de carne moída

- 2 colheres de sopa de óleo

- 1 batata média cozida picada bem pequenos

- Cebola picada a gosto

- Alho picado a gosto

- Salsinha a gosto

- Cebolinha a gosto

- Sal a gosto

 

Em uma vasilha junte as farinhas, vá misturando-as e desmanchando todos os grumos. Adicione o óleo e reserve.

Ferva a água com o cubinho de caldo de carne e derrame sobre a farinha aos poucos. Misture bem, mexendo sempre até que a massa fique homogênea.

Em uma panela frite no óleo a cebola e o alho. Adicione a carne moída e o sal.

Mexa a carne e quando ela for ficando seca, adicione água aos poucos. Repita esse processo até que a carne esteja cozida, deixando a mistura molhadinha.

Adicione a batata, salsinha e cebola.

Separe uma pequena porção da massa, e achate-a na palma da mão. Coloque dentro um pouco do recheio (carne temperada) e feche com a própria massa dando o formato de um pastel. Feitos todos os bolinhos, frite-os em óleo quente e escorra em papel absorvente.

Canjiquinha

 

- 250 gramas de canjiquinha
- ½ quilo de costelinha (pode ser trocado

por linguiça ou frango)

- ½ limão
- Óleo a gosto (para fritar a cebola e alho)

- 1 cebola picada

- 3 dentes de alho
- Cebolinha a gosto
- Salsa a gosto
- ½ tomate picado
- Sal a gosto

 

Comece temperando a costela. Coloque um pouco sal, o limão e misture. Deixe descansar por aproximadamente 10 minutos. Enquanto isso prepare a canjiquinha. Em uma panela, coloque a canjiquinha e cubra com água. Deixe cerca de dois dedos de água acima da canjiquinha. Leve ao fogo e deixe cozinhar por 10 minutos.

Em outra panela, coloque a costelinha e deixe dourar de todos os lados. Assim que ela for dourando, acrescente um pouco de água para terminar o cozimento. Depois, coloque o alho, a cebola e misture.

Junte a canjiquinha e a costelinha em uma só panela, acrescente uma xícara de água e deixe cozinhar para apurar o sabor. Por fim, ponha sal, se necessário, e o tomate. Mexa e, depois, sirva em uma vasilha, acompanhada de cebolinha ou salsinha.
 

Obs.: Pingar limão cravo no prato da canjiquinha fica uma delícia. Colocar feijão também!